domingo, 1 de novembro de 2009

Eu quero uma vida como a dos filmes

Lembro-me de ter dito uma vez que eu queria uma vida como a dos filmes. Queria mais. Queria viver mais intensamente. Queria momentos memoráveis e a resposta que ouvi foi “por isso é que são filmes, não são a realidade” e confesso que fiquei triste com tal forma de encarar a vida. Por mais estranho que pareça, sobretudo na fase em que estou agora, hoje acredito que é mesmo possível ter uma vida ou pelo menos momentos como os retratados nas histórias de que tanto gosto e, o mais importante, é que só depende de mim.

2 comentários:

Rosa Negra disse...

Acho que acima de tudo, os momentos tornam-se memoráveis pela importância que lhes damos (e isso, definitivamente, só depende de nós :) )

Rachel disse...

Eu também sempre pensei em ter uma vida como a dos filmes...ainda não cheguei lá, mas hei-de lá chegar ;)